Saturday, 23 May 2009

"Jornal da Noite" – Genérico como espelho do programa informativo

A abertura do Jornal da Noite da SIC parece-nos muitas vezes irrelevante e banal. Contudo ele traduz em poucos segundos toda a essência do programa. Observemos primeiro o genérico para que depois possam ser tiradas algumas conclusões.


video


Assim notamos que:

· O tempo de duração não ultrapassa os 7 segundos.


· Existe no início o predomínio de cores quentes que pretendem envolver o telespectador no mundo da informação. Mais tarde surge a cor azul, a cor da razão.


· A questão do movimento: há a imagem do planeta terra em movimento rotativo acompanhado de aros que o rodeiam. Isto tem o propósito de prender e envolver o telespectador nos temas a ser tratados. Uma visão para o mundo todo.


· A janela para o mundo: os aros que inicialmente deram a volta ao planeta terra juntam-se agora à janela – imagem representativa da televisão. A informação do mundo irá ser transmitida por aquela janela.


Após a abertura do noticiário surgem dois pivots, Rodrigo Guedes de Carvalho e Clara de Sousa que uns dias começam por apresentar levantados e outros sentados. Homem e Mulher – equilíbrio.



O próprio ambiente em estúdio é marcado pelas mesmas cores quentes e o facto do mesmo ser aberto para a redacção passa a ideia de transparência. O telespectador fica assim com a ideia de que presencia a informação mais relevante que se passa no mundo de forma dinâmica e ao mesmo tempo transparente.


No comments:

Post a Comment