Wednesday, 3 June 2009

"Salve-se Quem Puder!"


Programa acabado de estrear e com um visual que faz recordar os saudosos jogos sem fronteiras, é a nova aposta da SIC: o Salve-se quem puder!



Apresentado por Diana Chaves e Marco Horácio, este programa importado do formato internacional de “Hole in the Wall” que dá na BBC, apresenta-se como de puro entretenimento, em que os grupos (formados por 3 pessoas), têm de superar diversas provas, que têm como base a passagem por uma parede que esta apenas aberta numa posição da figura humana.


Dependendo da posição que aparece o espaço na parede, os concorrentes têm de tentar se por em sintonia de forma a entrar pela parede sem serem deitados à água.


A água surge aqui como um elemento importante. Quem é que não tem já saudade das férias de Verão, que se estão a aproximar? A água, como um elemento que traduz o Verão, o calor, a praia e os banhos, faz com que as pessoas desejem ver o programa para sentir este sabor a Verão a chegar.


Com um toque jovial e dinâmico, o programa surge no prime-time da SIC (às 21horas, após o Jornal da Noite), com o objectivo de conquistar as audiências, cansadas já de programas como o “Tá a Gravar” ou o “Não há Crise”, que já satisfizeram os telespectadores.



Por fim, é importante não deixar de referir os apresentadores do novo programa. Sendo um formato jovem e até desportivo, o benefício que Diana Chaves, uma cara bonita da televisão portuguesa, que já deu provas de bom profissionalismo, e Marco Horácio, um extraordinário actor português, vêm dar ao programa é imenso e merecedor de prime-time.


A verdade é que o programa ainda agora estreou e já lidera as audiências nacionais.


Quem não gosta de ver um programa divertido e relaxado a entrar pelo ecrã de nossa casa?

Monday, 1 June 2009

"Uma Canção para ti!"


Mais uma vez, a TVI triunfa com um dos seus programas. Desta vez dedicado à descoberta de talentos dos mais pequenos, a TVI é líder de audiências todos os domingos à noite.

O programa é organizado por várias fases, sendo que no final de cada emissão três concorrentes são expulsos por decisão do público.

Os que passam à fase seguinte vão concorrer com outros vencedores.Programa que tem tido a adesão da maior parte dos portugueses e que serve como uma grande descoberta de novos talentos.



Contudo, na análise deste programa, que no início parecia bastante pacifico, deparamo-nos com algumas questões.

Primeiro, o facto de os concorrentes serem crianças e este programa fazer com que estes jovens passem por uma enorme tensão, além de terem de despender de várias horas do seu dia para o estudo das músicas. E por fim, a pressão que ultimamente as crianças também têm vindo a passar devido à excessiva cobertura por parte das “revistas cor-de-rosa”. A vida privada dos pequenos tem sido explorada ao máximo nestes últimos meses.

Costuma dizer-se que o sonho comanda a vida, e é de facto gratificante ver estas crianças a lutarem pelo seu sonho. Porém, é necessário não esquecer que estes concorrentes são acima de tudo crianças!

Sunday, 31 May 2009

JN6 – uma aposta irreverente na informação portuguesa


A perplexidade que muitos de nós temos face ao Jornal Nacional deve-se à ideia cultural que temos do jornalismo. Este sai fora do esquema da nossa previsibilidade, sai fora dos cânones do que está tipificado há já muitos anos.


O Jornal Nacional que surge com a “nova TVI” no início do século XXI e veio romper aquilo que já existia na SIC e na RTP1.


O JN6, uma aposta recente do canal, é uma espécie de semanário feito à sexta-feira com a jornalista mais irreverente da actualidade, Manuela Moura Guedes. Uma pivot conhecida pela sua “forma exuberante de apresentar as notícias”. Ela é capaz de intimidar os seus entrevistados pelo seu “modo de combate pela informação”.


A TVI ganha então pela originalidade do programa, uma vez que acaba por dar uma certa novidade com mudança, algo a que não estamos muito habituados. Este no fundo acaba por ser uma resposta à realidade que o jornalismo atravessa hoje, marcando a diferença pela sua aposta no jornalismo de investigação.

Wednesday, 27 May 2009

"Futebol de Saltos Altos"


Para quem pensava que o futebol era só para homens, aqui está a grande prova do contrário. Futebol de Saltos altos é um programa apresentado por Karen Gaidão, que visa entrar no mundo do futebol de diferente forma.



Karen é uma mulher com bastante experiência dentro do mundo do desporto, visto que é actualmente esposa do Jogador de Hoquéi da Selecção Nacional Filipe Gaidão, e se tornou conhecida por namorar com o jogador Jardel. De uma forma diferente, a apresentadora mostra-nos o mundo dos futebolistas, nomeadamente a sua vida dentro e fora de campo.


Este programa é transmitido uma vez por semana no canal desportivo SporTv e no nosso entender, esta é uma forma do canal acabar com as rotulagens que se fazem em torno do futebol.

O futebol é também interesse feminino, e Karen Gaidão apresenta-nos esta nova forma de estarmos informados sobre as ultimas dos clubes, jogadores e treinadores de futebol de uma forma bastante mais atractiva.

Futebol de Saltos Altos, por que nós mulheres também merecemos!

Monday, 25 May 2009

"Nós por Cá"


A força do cidadão anónimo marca cada vez mais a programação televisiva. Hoje em dia, é cada vez maior o número de programas que reconhece a importância da voz popular.

Ao apresentar o Nós por Cá inserido no Jornal da Noite, a SIC demonstrou como é grande o poder da televisão para alterar as coisas que estão mal na nossa sociedade.


Devido ao sucesso e à importância que se veio a dar a este formato, a SIC apostou no desenvolvimento desta rubrica como um programa televisivo, com mais tempo de emissão que tinha antes, mais reportagens e mais notícias. Sem dúvida, um sucesso!


Referindo questões quotidianas, problemas de pessoas comuns, este programa ganhou ainda mais referência ao procurar as razões que levaram ao surgimento desses mesmos conflitos, junto das identidades responsáveis. E ao conseguir, na maior parte das vezes, a resolução para estes problemas, o formato acabou por ser a voz da população, ou melhor, acabou por traduzir a força do cidadão anónimo correlacionado com o poder da televisão.



As pessoas além de assistirem ao programa acreditam nele, confiam nele. O Nós por Cá é hoje a resolução de muitos problemas da sociedade, sob o lema tão popular: Votamos em si!


É de realçar, por exemplo, uma das questões mais abordadas: os problemas com os sinais de trânsito e a má regulação na colocação dos mesmos nas ruas portuguesas. Embora sejam, por vezes, realidades comuns que toda a gente vê, só quando um programa como o Nós por Cá refere esse facto, é que algo muda neste país.


Será isto admissível?

Sunday, 24 May 2009

Manuela Moura Guedes vs. Marinho Pinto

Na passada sexta-feira dia 22, no Jornal Nacional da TVI, aconteceu aquilo que já há muito as pessoas temiam... a jornalista mais mediática e agitadora da televisão portuguesa levou uma “achega” em directo.




Manuela Moura Guedes é uma jornalista que é bastante conhecida por ser provocadora no que diz respeito a assuntos de interesse público. Há pouco tempo foi a anfitriã de um duelo entre jornalista e Primeiro Ministro, tendo posto até José Sócrates em tribunal pelos seus comentários.


O nosso blog tem como objectivo comentar assuntos relativos a Televisão e como jornalistas de coração que somos, este episódio não nos poderia passar ao lado. É triste ver este tipo de episódios em televisão. Afinal de contas o telejornal tem como objectivo informar o espectador e não “entretê-lo” com este tipo de espectáculo.


É pena que o jornalismo português seja associado a este tipo de acontecimentos, e é pena que para além disto tudo o vídeo no Youtube que mostra esta discussão seja o mais visto em Portugal nos últimos tempos. Como é que pode existir em Portugal jornalismo objectivo quando as pessoas procuram exactamente o contrário?


Quanto à atitude que Marinho Pinto... será que não foi merecida?


Gostaríamos de ouvir a vossa opinião!

Saturday, 23 May 2009

"Jornal da Noite" – Genérico como espelho do programa informativo

A abertura do Jornal da Noite da SIC parece-nos muitas vezes irrelevante e banal. Contudo ele traduz em poucos segundos toda a essência do programa. Observemos primeiro o genérico para que depois possam ser tiradas algumas conclusões.




Assim notamos que:

· O tempo de duração não ultrapassa os 7 segundos.


· Existe no início o predomínio de cores quentes que pretendem envolver o telespectador no mundo da informação. Mais tarde surge a cor azul, a cor da razão.


· A questão do movimento: há a imagem do planeta terra em movimento rotativo acompanhado de aros que o rodeiam. Isto tem o propósito de prender e envolver o telespectador nos temas a ser tratados. Uma visão para o mundo todo.


· A janela para o mundo: os aros que inicialmente deram a volta ao planeta terra juntam-se agora à janela – imagem representativa da televisão. A informação do mundo irá ser transmitida por aquela janela.


Após a abertura do noticiário surgem dois pivots, Rodrigo Guedes de Carvalho e Clara de Sousa que uns dias começam por apresentar levantados e outros sentados. Homem e Mulher – equilíbrio.



O próprio ambiente em estúdio é marcado pelas mesmas cores quentes e o facto do mesmo ser aberto para a redacção passa a ideia de transparência. O telespectador fica assim com a ideia de que presencia a informação mais relevante que se passa no mundo de forma dinâmica e ao mesmo tempo transparente.


Friday, 22 May 2009

"Preço certo em Euros" – a sua durabilidade e a questão da representatividade


O Preço certo em Euros, apresentado por Fernando Mendes, é sem dúvida um programa que se destaca devido à sua durabilidade. No ar desde 2002 é um sucesso em audiências. O ambiente de euforia vivido em estúdio consegue envolver e prender o telespectador à televisão.


O programa tem mais sucesso junto das mulheres e de uma faixa etária mais elevada (+ 64 anos). A população do interior do país é a que tem maior adesão ao concurso diário.


Ao assistirmos a um programa notamos a relação que o próprio apresentador tem com o seu público. Este que vem dos mais variados pontos do país presenteia constantemente Fernando Mendes. Arriscamos mesmo ao dizer que este tipo de relação é um dos factores principais que contribuem para a audiência do programa e a sua própria durabilidade.




O Preço certo em Euros é classificado pelo canal como um programa de entretenimento de carácter informativo, uma vez que dá conta dos preços do mercado e dos próprios produtos. Para além disto é ainda de se destacar a importância que teve para certos grupos da população, uma vez que contribuiu para o esclarecimento do valor da nova moeda.

Wednesday, 20 May 2009

"Querido, Mudei a Casa!"

Criativo, dinâmico, colorido e com um toque de jovialidade, o Querido Mudei a Casa é um programa revolucionário no panorama audiovisual português.



Quem não gosta de ver um quarto ou uma sala que estava num pleno caos, tornar-se em 48 horas num local sedutor, organizado e novo, onde dá vontade de entrar?


Na realidade este formato de programas televisivos já existia em diversos países do mundo, como os EUA ou no Reino Unido, mas foi com este programa que Portugal teve a possibilidade de também mudar a decoração de sua casa.


Sob o lema: “JÁ MUDAMOS A VIDA DE MUITAS FAMÍLIAS. PODEMOS MUDAR A SUA VIDA TAMBÉM!”, o Querido mudei a Casa não tem como objectivo mudar a casa toda dos concorrentes, mas apenas uma divisão à escolha dos mesmos, conforme as candidaturas escolhidas (contudo, é de notar que o nas séries mais actuais o equipa já remodelou a casa toda de uma senhora, e mais do que uma área de algumas instituições sociais).


Para verem parte da sua casa alterada as pessoas apenas necessitam de enviar a sua candidatura para o programa, com a fotografia do espaço a remodelar e esperar que a sua divisão seja seleccionada. Além de interiores, o Querido mudei a casa transforma também exteriores de casas, como o jardim por exemplo.



É de notar que este programa tem todo o apoio de diversas marcas que, ao patrocinar o programa, vêem também aí um espaço de publicitação e reconhecimento por parte do público. Muitos dos empresários de lojas de decoração referem mesmo que, depois de algumas das peças que vendem aparecerem na televisão, foram diversas as pessoas que se dirigiram à superfície para comprar esses mesmos produtos – demonstração exemplar do sucesso deste formato!


Com uma imagem apelativa e dinâmica, este programa adquire em Portugal muitos seguidores.

Actualmente o programa já vai na 10ª Temporada!



Não podemos nunca finalizar este post sem referir a importância que os Queridos e as decoradores/as têm no programa, além da apresentadora claro – Sofia Carvalho. O apoio e o trabalho destas pessoas é assim a base do sucesso deste programa.


Para conhecerem um bocado mais deste programa e dos trabalhos que já foram desenvolvidos visitem o Blog. ;)

Friday, 15 May 2009

Programas da Manhã: a importância dos apresentadores


O panorama matinal da televisão portuguesa é marcado, além dos diários informativos, por programas como: a Praça da Alegria (RTP), a Fátima (SIC) e o Você na TV! (TVI).









Para analisarmos este tipo de programas é essencial realçar a importância dos apresentadores. É de notar que a essência destes programas é definido pela personagem principal, ou seja, a personagem que dá a cara, a pessoa que todas as manhãs nos faz companhia.


Notemos que o horário da manhã, a que dá estes programas, tem como público-alvo: as domésticas, os aposentados ou os desempregados. Deste modo, a maior parte das pessoas que vê estes formatos procura uma companhia, um programa leve (pois é um programa matutino), mas ao mesmo tempo interessante e dinâmico.

As pessoas querem acordar bem-dispostas, com música, conversas divertidas e sorrisos.


Por exemplo, o programa da Fátima, com a sua doçura, com a animação infindável de Nuno Eiró, as músicas do Quarteto José Cabeleira ou as conversas dos Tertulianos, são pontos chaves para o sucesso do programa.

Para entender melhor a força dos apresentadores neste tipo de formatos, note-se que quando a apresentadora Fátima Lopes deixou por tempos o programa por estar em tempo pós-parto, o programa baixou as audiências em relação à Praça da Alegria e ao Você na TV!.


Merche Romero e Carlos Ribeiro não conseguiram deste modo manter a força e vitalidade que Fátima dava ao formato. Isto também devido ao facto de as pessoas se habituarem facilmente a um tipo de linguagem e personalidade, e quando outras surgem no lugar daquelas, nem sempre se deixa que ela entre do mesmo modo nas suas vidas, pelos seus ecrãs de televisão.


Thursday, 30 April 2009

Primeiro planeamento do Blog

Os últimos tempos serviram como uma espécie de período para análise de alguns dos programas televisivos que estão no ar. Assim tivemos em atenção a escolha de conteúdos televisivos que reflectem serviço público, o combate à concorrência e a disputa pelas audiências entre a SIC e a TVI, além do impacto que certos programas de canais comerciais e por cabo têm hoje em dia para certos grupos da sociedade.


Assim o que nós propomos fazer é a exposição da nossa análise destacando certos acontecimentos que também marcam a actualidade.


Enumeramos alguns dos programas seleccionados:

· Querido Mudei a Casa – um programa nacional para um público feminino e urbano

· Jornal da Noite – genérico e formas de apresentação como espelho do programa informativo

· JN6 – uma aposta irreverente na informação portuguesa


· Nós por cá – serviço público prestado por um canal privado

· Programas da manhã dos canais nacionais – a importância dos apresentadores para formatos deste género

· Preço certo em Euros – a sua durabilidade e a questão da representatividade

· Futebol de Saltos altos – um programa da Sportv que nos permite ver o futebol do ponto de vista feminino


· Canção para ti – um programa que permitiu descobrir talentos musicais junto dos mais pequenos


Entretanto, vamos falando e reflectindo sobre novidades tanto no âmbito do Panorama Audiovisual Português, como na sociedade em geral.


Gostaríamos que continuassem a seguir este Blog, pois ainda muito vai aqui ser discutido e retratado...


Aguardem :)

Wednesday, 15 April 2009

Comunidade vs. Blog



A experiência com a communityzero.com suscitou-nos de início bastante interesse.


No entanto, ao longo do processo de construção, deparámo-nos com algumas dificuldades que nos desmotivaram.

Em primeiro lugar, o facto da comunidade depender muito de um feedback para o seu próprio desenvolvimento e quando este não surge, limita o seu bom funcionamento. Apesar dos tópicos lançados para debate, foi demorada a recepção de comentários dos nossos membros.

Para além disto, ao termos apenas 30 dias disponíveis para o desenvolvimento da comunidade impôs alguma pressão.

Por último, a falta de dinamismo do site fez-nos perder algum interesse.



De outra forma o blog por ser uma plataforma mais unidireccional dá-nos mais tempo e permite-nos explorar mais. Desde a sua criação tentámos adaptar a página do blog às exigências do nosso tema, para que o utilizador o passa explorar da melhor maneira. Assim alterámos templates e a própria disposição de certos elementos da página. O blog é assim um projecto a longo prazo.


Duas plataformas distintas com expectativas distintas que gostámos de explorar e trabalhar ;)